Diagnóstico da atmosfera sobre o Maranhão em 11 de setembro de 2018

Diagnóstico da atmosfera sobre o Maranhão em 11 de setembro de 2018

 

Atualizado às 15:15 hs

 

Na  imagem mais recente do satélite meteorológico GOES-16  do dia 11 de setembro de 2018 às 17:41 UTC   (14:41 Hora Local) mostra a nebulosidade atuante na América do Sul e áreas oceânicas. O cenário de ausência de nebulosidade significativa sobre o Maranhão continua. Isso devido ao escoamento anticiclônico em médios níveis da troposfera, o que contribui para a manutenção do tempo seco. Alguns pequenos núcleos com nuvens convectivas estão se formando na setor norte do estado.

 

Obs.: É possível ver no Atlântico tropical a atuação de três furacões que podem atingir o Caribe e Costa dos Estados Unidos.

 

 

Conheça alguns fenômenos meteorológicos que causam chuvas no Maranhão nessa época do ano:

A partir de agosto, em termos climatológicos, tem-se inicio ao “período seco” do setor centro-norte maranhense. O principal sistema meteorológico que predomina nessa época é a massa de ar quente e seca atuante em grande parte do Brasil. Com o cessar das chuvas, observa-se um acentuado aumento no número de queimadas no Estado. O período seco perdura até meados de dezembro.

 

*Troposfera – Camada da atmosfera mais próxima da superfície onde ocorrem a maioria dos fenômenos meteorológicos.

*UTC (Universal Time Coordinated): Tempo Médio de Greenwich.

 

Atenção: As áreas coloridas nas imagens com realce, representam a temperatura (conforme escala de cores) do topo das nuvens. Quanto mais frio for o topo da nuvem, mas desenvolvida verticalmente e propícia à ocorrência chuva ela é.

 

Meteorologista responsável

Andréa Cerqueira

Compartilhar.